Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

DOENÇAS RESPIRATÓRIAS: PROTEÇÃO


PERGUNTA:
Professora Mayana,
Embora sabemos dos malefícios do cigarro, algumas pessoas que vivem muito fumam até morrer e não desenvolvem câncer ou doenças respiratórias. Será que isto depende de fatores genéticos? Obrigada,Natalia.
RESPOSTA:
De fato, Natalia, existe um consenso acerca dos malefícios causados pelo fumo. Porém, todos nós conhecemos pessoas que fumam desbragadamente a vida toda e morrem idosos sem apresentar nenhum problema respiratório como asma, enfisema pulmonar ou doença crônica obstrutiva do pulmão (DCOP).
O que as protege? Um trabalho internacional publicado recentemente na prestigiosa revista New England Journal of Medicine sugere que pessoas portadoras de uma variante do gene responsável por uma proteína chamada MMP-12 teriam menos risco de desenvolver doenças pulmonares mesmo quando são fumantes ou expostos a condições ambientais negativas (como poluição ou exposição a agentes tóxicos).
Qual é a função do gene MMP-12?  O gene MMP-12 (matrix metallopeptidase 12) é responsável pela produção de uma proteína que já se mostrou implicada na ocorrência de enfisema pulmonar. A explicação mais provável é que essa proteína degradaria tecidos conjuntivos como a elastina, que dão elasticidade ao pulmão. O cigarro provoca uma produção maior de MMP-12 - portanto, maior degradação da elastina. Com isso, a flexibilidade do pulmão diminuiria. Quanto maior a quantidade da proteína, maior a rigidez do pulmão - e maior o prejuízo.
A pesquisa envolveu um número grande de pessoas, incluindo crianças e adultas.  Foram estudadas mais de 8.300 pessoas. Foram comparadas crianças com e sem asma e adultos fumantes com DCOP ou sem DCOP. Os resultados mostraram que pessoas que tinham uma variante do gene MMP-12 responsável por uma produção menor de proteína tinham um risco diminuído de apresentar doenças pulmonares. Os resultados confirmaram uma hipótese anterior de pesquisadores holandeses segundo a qual a asma, bronquite e enfisema são manifestações diferentes de uma mesma doença influenciada por fatores genéticos e ambientais (por exemplo, o fumo).
Ao contrário da maioria das situações, nesse caso produzir menos é melhor. Portanto, se você tem a variante do gene que produz menos proteína, sorte sua: você tem menos chance de ter uma doença pulmonar, mesmo que fume ou esteja exposta a fatores ambientais desfavoráveis. A má noticia é que somente cerca de 10% das pessoas são portadoras desse gene. Para a grande maioria, fumar continua sendo altamente prejudicial.(Por Mayana Zatz - Fonte: Veja.com)



Nenhum comentário:

Postar um comentário