Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

CONTAMINAÇÃO CRUZADA

INFECÇÃO ASSOCIADA AOS CUIDADOS DE SAÚDE
Infelizmente, até mesmo com as melhores das intenções, os trabalhadores de serviços de saúde nem sempre lavam e desinfetam suas mãos com a frequencia que deveriam. Esta higiene insuficiente das mãos pode representar um sério risco para os pacientes, pois como declarado pela Dra. Julie Gerberding, diretora do Centro de Controle de Doenças (CDC), "Mãos limpas representam o fator único e mais importante para prevenir a propagação de germes perigosos e a resistência a antibióticos nos ambientes para cuidados de saúde."(1)
Assim como o uso de luvas não elimina a necessidade de higiene das mãos, o uso de higiene das mãos não elimina a necessidade de luvas. As luvas reduzem a contaminação das mãos de 70 a 80 por cento, previnem a contaminação cruzada e protegem os pacientes e o pessoal ligado aos cuidados da saúde contra infecções.
A importância de luvas, máscaras e outros equipamentos de proteção individual não pode ser supervalorizada na prevenção de infecções em ambientes para cuidados de saúde. Ao lado da higiene das mãos, estes itens compõem a primeira linha de defesa para prevenir a propagação da infecção de pessoa para pessoa dentro dos ambientes para cuidados de saúde.
Referência:
1. http://www.cdc.gov/handhygiene/pressrelease.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário