Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

TIREOIDISMO: HIPO e HIPER

As mulheres são o público-alvo dos principais problemas que afetam a tireoide. Para cada dez diagnosticadas com hipotireoidismo, apenas um homem tem a doença. Não há consenso sobre o porquê dessa predominância no sexo feminino, mas sabe-se que a incidência de problemas na tireoide cresce à medida que você passa dos 30 anos, devido às oscilações hormonais. As causas muitas vezes têm origem genética, mas é bom saber que o estilo de vida e a alimentação têm papéis cada vez mais importantes nessa história.
Bateria do corpo
A tireoide fica no pescoço, logo abaixo do pomo-de-adão, que costuma ser mais saliente nos homens. E, segundo a médica Laura Ward, professora da Unicamp e vice-presidente do departamento de tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), é ela que fornece energia para que a sua máquina não pare. "A tireoide produz os hormônios T3 (triidotironina) e T4 (tiroxina), que controlam a atividade dos órgãos vitais e interferem no peso, no ciclo menstrual, no raciocínio, no trabalho do intestino e na força muscular", explica.
Quilos a mais: é a tireoide?
Ganhar peso por causa da tireoide pode acontecer, mas nem sempre. A glândula é regida pela hipófise, que secreta hormônios para todo o organismo. Um deles é o TSH, que estimula a tireoide a produzir T3 e T4. Quando ela fabrica esses hormônios em quantidade insuficiente, ocorre o hipotireoidismo, que deixa o corpo mais lento, como se trabalhasse com menos energia: o cansaço aumenta, os músculos ficam mais sensíveis, as unhas fracas e a concentração difícil. O metabolismo também desacelera, daí a dificuldade de perder peso. Mas os médicos afirmam que o hipotireoidismo não justifica mais do que 5% dos casos de pacientes que procuram um endocrinologista por causa de sobrepeso.
Hipotireoidismo
É comum confundir os sintomas dessa disfunção com reflexos do nosso estilo de vida. É aí que mora o perigo: com isso, muita gente deixa de procurar o médico, achando que os sinais vão passar, e adia a solução de um possível problema. Conheça as características mais comuns do hipotireoidismo e cheque se apresenta alguma delas. Se marcar mais de três, procure seu médico e peça um exame de dosagem de TSH.
-  Sensação de cansaço e fraqueza; - Desânimo; - Dificuldade de concentração e falhas de memória; 
- Cãimbras frequentes; - Unhas fracas; - Queda de cabelo; - Pele ressecada; - Irregularidades no ciclo menstrual; - Sensibilidade exagerada ao frio; - Ganho de até 5 quilos (sem ter mudado seus hábitos);
Hipertireoidismo
Quando há superprodução de hormônios por causa da função aumentada da tireoide, acontece o contrário: o hipertireoidismo, que, no entanto, é bem menos comum - entre as mulheres, cerca de 3% têm a doença. Nele, os sintomas são opostos: taquicardia, insônia, fome e suor excessivos, perda de peso e desarranjo intestinal, por exemplo.
Dieta do equilíbrio
Ficar de olho na alimentação é uma das melhores estratégias para manter a tireoide sob controle e prevenir problemas.
A nutricionista funcional Daniela Jobst, de São Paulo, revela quais nutrientes não podem faltar para esse fim: iodo e selênio. "Esses minerais são matéria-prima para a produção dos hormônios tireoidianos", avisa. "A deficiência deles no dia a dia pode favorecer a desaceleração da glândula." Ela lembra que o iodo está em algas (aquela do temaki, por exemplo, que também pode ser misturada à salada, cortada em pedacinhos) e nos frutos do mar. E o selênio é encontrado principalmente na castanha-do-pará, mas também está nas nozes, nos cogumelos e nos grãos integrais.
Por outro lado, alguns hábitos alimentares de hoje são verdadeiros inimigos. "Excesso de sal, açúcar, gorduras saturadas e alimentos refinados e industrializados afetam a tireoide e prejudicam a fabricação dos hormônios", fala Daniela. Ela completa com uma dica para lá de fácil para proteger essa glândula tão poderosa: nunca pular o café da manhã.
"No começo do dia, ocorre um pico na produção de cortisol, hormônio que lesiona a tireoide. Incluir carboidratos integrais na primeira refeição é uma forma de controlar os níveis de cortisol no organismo e evitar que ele faça estragos."

22 comentários:

  1. minha mãe sofria disso, péssimo ;/
    me lembrou o fenômeno também ..
    bjs

    http://sweetboldness.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. eu descobri q tenho tireoidismo mas isso mimecomoda muito acho q nim posso comer muitas coisas tenho medi de egorda e de fica muito magra mais estou comendo muito nao por fomi sim vontade quanto mais como mais mim da vontade de comer meu nome e URANIA num sei mais o q eu fasso pesso ajuda para quem ler

    ResponderExcluir
  3. Cara Urania,
    Com certeza, você tem que procurar uma pessoa especialista na área: endocrinologista.
    Faça isto logo e não se arrependerá, pois com o tratamento sua vida melhorará muito.
    Felicidades.
    Joni

    ResponderExcluir
  4. oi gostei muto, mas vou sugeri que ñ coloque as larra amarela pois dificulta a leitura
    o b g

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Jamison,
      Peço desculpas, pois sei que está "horrível". Explico que alterei o design e não sabia que daria este problema.Anteriormente, o fundo não era branco e o amarelo servia para realçar o texto todo.
      Preciso ainda verificar como ajeito isto.
      Honrado por sua participação.
      Um abraço.
      Joni

      Excluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. OLÁ BOA TARDE, AINDA NÃO FUI AO ENDOCRINOLOGISTA.MAS SINTO TODOS OS SINTOMAS DO HIPO Cãimbras frequentes; Unhas fracas; Queda de cabelo; Pele ressecada; Irregularidades no ciclo menstrual; Sensibilidade exagerada ao frio; PORÉM TENHO TREMORES NAS MÃOS E PERDA DE PESO E DESARRANJO INTESTINAL DO HIPER.
    COMO SE EXPLICA ISSO?

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Não sou da área médica e não posso orientá-la, a não ser que procure um especialista nesta área imediatamente, para suas próprias segurança e tranquilidade.
    Faça isto, ok?
    Uma honra tê-la por perto.
    Fraternal abraço.
    Joni

    ResponderExcluir
  8. tenho hipotiroidismo, há falhas no meu ciclo menstrual,sendo assim terei algum dia chance de engravidar,tenho 46 anos.,mas tomo a medicação em jejum.

    ResponderExcluir
  9. Estou no aguarde de sua resposta,sobre ¨(mesmo tomando a medicação em jejum todos os dias,tendo falha no ciclo menstrual e com a idade de 46 poderei ainda ter a chance de engravidar?

    ResponderExcluir
  10. Olá.
    Infelizmente, não sou da área médica e esta resposta..."fico devendo".
    Espero, um dia, receber notícias suas e de seu descendente.
    Boa sorte.
    Continue por perto.
    Tchau
    Joni

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, eu fiz um exame de sangue e deu resultadode tiroxina livre (T4L) = 1,23 ng/dL mas a minha tireostimulante deu 4,340 uUI/ mL, sendo que sempre tive entre 2000 e pouco? Isso seria hiper ou hipotireodismo? o Valor que deu está muito acima do normal? é grave, desde já meu muito obrigada. Dani

    ResponderExcluir
  12. Oi, Dani.
    Não posso responder porque não sou da área médica, ok?
    O que seu/sua médico/a diz? Vá falar com alguém especialista e tranquilize-se.
    Tchau
    Joni.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia .Eu sou hipotiroidismo sinto todas essas reações,é orrivel porque moro em andradina e não tenho dinheiro para se tratar,para passar em um médico aqui pelo ame demora de 8 meses á 1 ano.Nossa pesso a deus que me de forças para suportar,não desejo isso a ninguem eu tenho apenas 28 anos e sofro com isso ja tem 7 anos .Será que eu posso fazer uma cirurgia ? meu nome é ERICA LUANA,espero sua resposta.

    ResponderExcluir
  14. Olá.Eu sou hipotiroidismo tenho 28 anos e sofre com essa doença já tem 7 anos ,é orrível porque não consigo se tratar direito moro em Andradina e é muito difícil conseguir um médico pelo sus.Já tem 1 ano que não consigo passar pelo médico estou sentindo todos esses sintomas.Posso fazer uma cirurgia? Fiz os exames e deu TSH 49.200 é muito alto e arriscado? Sei que não é da area mais postou algo e preciso de uma resposta obrigado.

    ResponderExcluir
  15. Olá.
    Com certeza, você necessita consultar um especialista, um endocrinologista.
    Sugiro contatar a Promotoria Pública se tiver uma dificuldade fora do normal para se consultar. A obrigação da autoridade pública é dar atenção a sua saúde.
    Boa sorte.
    Joni

    ResponderExcluir
  16. olá acabei de realizar o exame onde na minha tireode tem dois nodulos eu ja marquei consulta com a endocrinologista espero que não seja nada grave.

    ResponderExcluir
  17. Oi.
    Correto o procedimento. Quem pode esclarecer este tipo de situação e deve nos orientar competentemente é um (a) especialista.
    Tranquilidade!
    Tchau
    Joni

    ResponderExcluir
  18. Muitas pessoas tem alguns desses sintomas, mais não tem tireoide. ok?

    ResponderExcluir
  19. Câimbras frequêntes, unhas fracas, queda de cabelo, pele ressecada, irregularidades no ciclo menstrual,sensibilidade exagerada ao frio.etc:Quem sabe, pode não tiroide.Pode ser outro tipo de doença.

    ResponderExcluir
  20. oi tenho 28anos tenho hipertireoedismo nao estou bem desde que descobri na verdade esta tudo horrivel tive depressao engordei muito os meus olhos estao saltando para fora e sinto muito vergonha porque muitas pessoas nao entendem e quando me veem comessam a rir ou ate mesmo debochar ,eu sempre fui muito alegre ,antes nao me consederava bonita e era magra tinha um cabelo lindo e o sorriso tambem hoje so Deus sabe quando e que isso sera novamente possivel se for possivel so sei que e terrivel.

    ResponderExcluir
  21. Oi.
    Quero crer que esteja sob orientação de um especialista no assunto, não?
    Se não estiver fazendo tudo o que os profissionais da área nos instruem, dificilmente melhorará.
    Perseverança! Muita calma nesta hora!
    Espero o seu retorno por aqui falando de sua melhora, até porque conheço uma pessoa que também não estava bem e hoje está sorrindo, de novo.
    Fraternal abraço.
    Joni

    ResponderExcluir